Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > IFMA realiza curso voltado para empregabilidade
Início do conteúdo da página Notícias

IFMA realiza curso voltado para empregabilidade

No total, 19 pessoas participaram do curso de extensão.
  • Com informações do Campus
  • publicado 19/07/2019 17h04
  • última modificação 19/07/2019 17h04

O curso, que aconteceu na sede do Campus, possui uma carga horária de 25 horas e deve ser realizado novamente até o final do ano.

Entre os dias 16 e 19 de julho, professores do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Pinheiro realizaram o curso de extensão “Empregabilidade: como conquistar um espaço no mercado de trabalho”. No total, 19 pessoas, entre estudantes e a comunidade, participaram. A proposta foi de abordar os desafios que envolvem a conquista do primeiro emprego entre os jovens brasileiros. O curso, que aconteceu na sede do Campus, possui uma carga horária de 25 horas e deve ser realizado novamente até o final do ano.

O curso de extensão foi desenvolvido pelos professores Bruno Abreu, Daniel Matos, José Daniel, Viviane Coimbra e Claudomir Cardoso e possui caráter interdisciplinar. A ideia é reunir informações que possibilitem a preparação dos jovens para a conquista de um espaço no mercado de trabalho. Foram abordados no curso conhecimentos teóricos, técnicos e instrumentais sobre a relação entre trabalho e cidadania com informações sobre o mercado de trabalho e o perfil profissional exigido, além de reforçar a importância da qualificação e construção de um projeto profissional.

De acordo com o coordenador do projeto, o professor Bruno Abreu, “a realização de um curso desta magnitude poderá gerar resultados que culminarão na formação de jovens que estarão aptos a se apresentarem e a se comportarem em uma entrevista de emprego, e, consequentemente, conquistarem seu espaço e permanência no mercado”, explicou.

registrado em:
Fim do conteúdo da página